Fiapo de lua

E na volta para casa dei de cara com uma lua linda… e não era cheia… era só um fiapinho de lua, mas por algum motivo vi um “tantão” de beleza ali. Talvez só eu a estivesse olhando daquele jeito, naquela hora. 

E no anda e para do trânsito, por algum motivo que eu não sei, acabei ligando fiapo a mim. Fui além, pensando como de vez em quando nessa vida, a gente se encrenca tanto que vira só um “fiapo da gente”.

Parece um tanto ruim falar assim, já que fiapo dá a impressão de só 1% do todo, mas de repente pensei… como é bom saber que ainda sou um pouquinho de mim, porque esse pouquinho de mim é o bastante para me reconstruir. Sou de novo sementinha, e por mim tudo bem, já que minha essência permanece.

Até lembrei da Lei de Darwin, e “matutei” aqui que hoje sou uma “semente” melhor de mim mesma. E o que vai brotar? Bem… vai virar flor… virar fruto, mas não vai nascer maduro. Tô aqui “plantada” e sei que sou eu que vou me “germinar “.

Anúncios

=]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s