Uma boa ação por dia 

E como uma busca pessoal pode fazer o mundo melhor? Não sei, mas se pensarmos em trabalho de formiguinha, cada um fazendo um “fiapinho de gentileza ” todo dia, a chance disso acontecer pode ser grande.

Crises pessoais (família, relacionamentos, auto-estima,..), às vezes, levam a gente à um sofrimento que dilacera tudo no peito (chega a ser uma sensação física), mas que também nos lembram que é só “aqui dentro” que achamos as melhores respostas. Procurar isso nos outros é “pisar em campo minado”, não tem como saber o que tem ali.

E o universo anda sendo generoso comigo depois que pedi para “lembrar” quem eu era, me leva por caminhos literalmente por onde já andei (tem lá em posts anteriores) e cabe a mim reconhecer isso.

Depois de um ano e tralala, precisei andar de trem. E fui a pé até a estação, e a primeira coisa que constatei é que posso facilitar muito minha vida com isso se eu sair da zona de conforto do meu carro (e sair de zonas de conforto sempre nos fazem ir além). Esperando dei uma lidinha num livro que estava na bolsa (já “ali” para isso, nesse lance de livros sou analógica ainda, gosto de tocar o papel), e notei que essa sensação de “ocupar meus minutos” com algo assim num espaço público, eu já tinha esquecido. Parece bobagem, coisa “pequena”, mas me levou por uma viagem no tempo que tirou um sorriso do meu rosto só por lembrar disso.

E na espera (que não é curta) também consegui sair do meu mundinho e observar o que estava em volta (90% das pessoas que estavam na plataforma – sem brincadeira – não podiam fazer isso pq estavam grudadas na tela dos seus telefones). E por conta disso vi aquele senhor de cabelos super brancos, com seu par de tênis e fones de ouvido (uma graça), com um andar difícil (que ele tentava disfarçar), cantando e procurando um cantinho para sentar. É claro que levantei de onde estava e ofereci meu lugar para ele.

Recebi de volta um sorrisão lindo, que me fez lembrar que quando praticamos uma gentileza, por menor que seja, melhora o dia de quem recebe e de quem pratica também.

E vieram as lembranças de uma época que eu acordava todo dia de manhã pedindo ao universo a oportunidade de fazer pelo menos uma gentileza dentro daquelas 24 horas, porque isso fazia o meu mundo muito melhor.

Confesso que não sei se continuei praticando isso sem perceber, mas é importante ter noção de como usamos nosso tempo. Então quero ter consciência de novo do que ando fazendo com minhas horas diárias, e quero de novo essa oportunidade de fazer uma gentileza por dia para alguém. As grandes fazem uma baita diferença, mas as pequenas me conquistam sempre, inclusive porque considero que “dar” um sorriso para alguém, dependo do dia, pode mudar o cotidiano “cinza” de uma pessoa que a gente nem conhece, e acho que isso pode melhorar o mundo sim.

Anúncios

=]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s