e se não tiver resposta?

Tenho certeza que pelo menos uma vez na vida todo mundo questionou alguma coisa que estava meio que fora do “planejado” (um dos motivos de eu ter aflição de planejar as coisas, tá aí uma explicação para eu não ter um “organizômetro” dentro de mim… rs).

Como uma pessoa que pensa demais, também fico quebrando a cabeça com coisas que não vão me levar a nenhuma resposta, só vão me deixar mais confusa mesmo.

Se uma coisa ruim acontece lá vem a chuva de interrogações – ???????

O que eu fiz para merecer isso?
Simplesmente pode ser que você não mereça, mas mesmo assim acontece.

Poxa eu sou uma pessoa boa, não faço maldade com ninguém… p q? 
Nesse quesito minha mãe abriu meus olhos, me tirou do pedestal de santa que eu mesma me coloquei. A gente pode fazer mal para as pessoas sem perceber e sem querer, mas isso não anula o que a outra pessoa sente. Um dia de mau humor pode gerar uma resposta atravessada, que pode pegar a outra pessoa num dia mais triste… e aí vira uma bola de neve de energias ruins. Cometemos erros sim. Somos a soma de bondade + maldade… e o que predomina dessa equação é o que vai guiar nossas atitudes, mas acredito que todo mundo tem um pouco das duas.

Mas eu não mereço uma segunda chance?
Talvez. Algumas coisas às vezes precisam ser quebradas para melhorar (vamos pensar nas cirurgias plásticas de nariz que dão certo; as que não dão, não são um bom exemplo aqui…rs). Se você for capaz de aprender com os erros, e tomar consciência disso, você já ganhou com essa história toda, dificilmente vai comete-los de novo (vamos pensar no ditato “gato escaldado tem medo de água fria” -; mas gente, coitado do gato).

Quando a “tempestade” vai passar?
Tá aí a resposta de 1 bilhão de dólares. Na verdade o que valeria isso seria algum algorítimo que chegasse a um resultado personalizado para cada “encrenca humana”. Mas as coisas se acertam, se estabilizam, chegam a um equilíbrio. Pode ser que o problema se resolva, pode ser você que resolva ir por outro caminho… cadê a equação para essas possibilidades?

Já percebi que sou uma pessoa que não lida bem com mudanças, principalmente aquelas que eu não resolvo fazer, sabe aquelas que o universo oferece e você tem que engolir? E aí fico cheia de por quês, praticamente uma criança de cinco anos, mas agora aos 3.6 descobri que nem tudo tem resposta mesmo, a vida é assim.

O bom é que está nas nossas mãos quanto tempo vamos dedicar a cada questão que rouba um teco da nossa vida todo dia… como diz Dr. Marcelo “o nosso tempo é precioso”, e a vida é feita de escolhas.

Só por hoje eu escolho não quebrar mais tanto a cabeça com perguntas sem resposta.

Anúncios

=]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s