Oi criança 

Ai essa minha criança. Não fica quieta, quer o mundo, quer tudo do seu jeito. 

Não percebia o quanto ela me habitava, e nem como dominou minha vida. Os seus erros são os meus, e por mais que eu a tentasse controlar, mais ela se revoltava, mais se sobrepunha, e eu virava sua refém.

Quanto mais perto chego dela, vejo que ela não se sente amada, não tem porto seguro, não reconhece um colo seu, e percebe que não pertence a lugar algum, a família alguma. Não tem proteção.

Ah minha criança, eu vou cuidar de você. O que pertence à você é a Paz, são as gargalhadas, são as descobertas, é a vida em sua forma mais simples. Você pode e merece ser amada, E não precisa gritar por aí que precisa disso, porque eu darei isso para você.

Pode contar comigo pintadinha.

Anúncios

=]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s